fbpx

Como melhorar a conversão das landing pages

Como melhorar a conversão das landing pages

Muitas pessoas ainda pensam que uma landing page é uma página web como qualquer outra, o que não podia estar mais errado. Na verdade, as landing pages têm apenas um objetivo: converter visitantes em consumidores. Se não o fazem, algo está mal.

Imagine que vai criar uma campanha com o objetivo de gerar mais tráfego para o seu site e quer converter esses visitantes em leads, quer seja para ativação comercial ou para assinar a newsletter. Para isso, vai precisar de criar uma página para onde possa direcionar o tráfego orgânico (motores de busca) e as companhas de anúncios (Google Adwords, Facebook Ads, etc.). Essa página tem o nome de… landing page.

O que é uma landing page

Uma landing page é uma página específica de um site que tem por objetivo converter visitantes em leads, apresentando um produto ou um serviço de uma empresa e incentivando as pessoas a preencherem um formulário em troca de mais informação. Ou seja, não é uma página de produto, nem a homepage de um site, mas sim um local onde quer que os seus visitantes cheguem com o objetivo de realizar uma ação específica (download de brochura ou ebook, subscrição de newsletter, pedido de contato comercial, etc.). Para ter uma ideia, a taxa de conversão média de uma landing page ronda os 2,35%, o que é um ótimo número se conseguir gerar tráfego suficiente. Se a suas taxas de conversão estão muito abaixo deste número, saiba como pode melhorá-las.

Leitura recomendada: Os seus conteúdos não estão a gerar leads? Descubra porquê.

Porque deve otimizar as suas landing pages

A otimização de uma landing page leva a mais conversões, sejam elas orgânicas ou oriundas de campanhas pagas, aumentando assim o ROI das campanhas PPC. Ou seja, ao otimizar as suas landing pages, vai obter:

• Mais leads orgânicas e de PPC – Quer o seu tráfego chegue através de pesquisas orgânicas nos motores de busca ou de campanhas pagas, uma landing page otimizada converte sempre mais.

• Melhores índices de qualidade – As landing pages otimizadas obtêm melhores índices de qualidade por parte dos motores de busca, que resultam em melhores posicionamentos nos resultados de pesquisa e, deste modo, em mais visibilidade e tráfego para o site.

Leitura recomendada: B2B Marketing: pare de comprar leads e comece a gerá-las.

Quais os requisitos de uma landing page otimizada?

Deve ter um título forte com palavras-chave relevantes para o utilizador, atendendo ao produto ou serviço que oferece. Caso seja uma landing page orientada exclusivamente para PPC, deve incluir no título a palavra-chave do seu anúncio;

Deve ter um design clean e atraente, que transmita confiança e seja consistente com a marca;

O texto deve ser focado em benefícios e responder às necessidades dos visitantes, comunicando de uma forma simples e direta a proposta de valor;

Deve ter um formulário simples e que não afaste os utilizadores. Para isso deve perguntar-se quais são os campos estritamente necessários a preencher, correndo o risco de perder leads se pedir demasiada informação;

Deve ter um call-to-action (CTA) persuasivo e clicável, que explique bem a ação (“Fazer download do ebook”, ou “Subscrever Blog”, por exemplo).

A importância da oferta, do formulário e do CTA

Apesar de já termos falado acima sobre a importância de comunicar a sua oferta (ebook, serviço, produto, brochura, etc.) de uma forma clara e de criar formulários e CTAs que levem os seus visitantes a deixarem os seus dados, vamos deixar algumas dicas para aumentar as conversões focando-se neste 3 elementos.

1 – Otimização da oferta

Por vezes, existe alguma confusão quando falamos da oferta presente numa landing page. A oferta não é mais do que aquilo que leva um utilizador a deixar os seus dados. Pode ser um ebook, uma brochura, a subscrição de um blog, um pedido de contacto sobre um serviço ou produto específicos ou mesmo um pedido de test-drive, por exemplo. Esta oferta deve ser orientada para as necessidades do utilizador, respondendo às suas buscas e oferecendo soluções práticas para os seus problemas. Sem uma boa oferta, dificilmente vai conseguir obter boas taxas de conversão.

Outra questão importante é a organização da oferta na landing page, ou seja, a forma como a informação aparece na página de conversão. Pela nossa experiência, o conteúdo deve ser posicionado above-the-fold (em ambiente web, above-the-fold refere-se à parte da página que é visível sem ser necessário fazer scroll), de forma a que o visitante seja logo impactado pela oferta sem ter de navegar na página. Muitas vezes, estes segundos de navegação fazem toda a diferença nas taxas de conversão.

Veja por exemplo o Slack, que coloca a sua oferta bem visível no topo da página, utilizando um título bastante explicativo e um formulário bastante simples de preencher.

Otimizar landing page Slack

 

2 – Otimização de formulários

Apesar de ser um dos elementos mais importantes de uma landing page, é também um dos mais negligenciadas. Não se esqueça de que as pessoas têm sempre alguma resistência em deixar os seus dados pessoais, especialmente se tiverem de preencher campos infindáveis.

Os formulários devem ser simples e estar alinhados com o valor da oferta. Ou seja, quanto maior for o valor percepcionado da oferta, maior será a disposição para preencher o formulário. Contudo, não há uma fórmula secreta. Não é possível dizer quantas e quais as informações que deve pedir.

Uma boa forma de saber quais os campos que devem constar num formulário específico é adequá-lo ao seu funil de marketing e à sua oferta. Como? Identificando em que parte do funil está a oferta ou conteúdo: se for algo mais top of the funnel, não faz muito sentido pedir informação tão delicada como o telefone, por exemplo. Lembre-se que o objetivo é conseguir criar uma relação com visitante e não afastá-lo.

Sendo assim, deve:

Perguntar apenas a informação de que realmente precisa;

Criar formulários visualmente simples e fáceis de preencher.

Leitura recomendada: 7 dicas para criar landing pages que realmente convertem (Infografia)

3 – CTAs que convertem

Muitas vezes, a forma, a cor, a localização e o texto que se encontra dentro do seu cal-to-action fazem toda a diferença entre um visitante deixar ou não os seus dados.

Resista a criar CTAs que contêm apenas palavras de ação, do género “Download”, ou “Avançar” ou “Enviar”. Em vez disso, crie botões que comuniquem explicitamente a ação pretendida, como “Fazer download da brochura” ou “Subscrever Blog”, por exemplo. Pode também criar CTAs mais informativos, como o exemplo abaixo:

 

Otimização landing pages converter

 

Não se esqueça de que os utilizadores querem fazer o mínimo possível de ações para obter o que pretendem, por isso é importante reduzir o número de passos sempre que possível. Para isso pode utilizar “Radio Buttons” onde o utilizador pode logo encontrar as opções disponíveis ou usar dicas visuais (como setas) para tornar todo o processo mais intuitivo e rápido.

Leitura recomendada: Se as suas landing pages não geram leads, não são landing pages!

Resumindo, as suas landing pages devem ter um único objetivo: converter um visitante num consumidor. Para isso, pode e deve utilizar todas estas dicas para garantir que obtém mais clientes, através de uma melhor taxa de conversão no seu site. Se precisar de ajuda, é só dizer.

 


Faça download do nosso ebook e transforme o seu site numa máquina de gerar leads.Dicas geração leads inbound marketing