Marketing digital: uma aposta segura em tempos inseguros

Marketing digital: uma aposta segura em tempos inseguros
29/09/2020 Tiago Esteves

Apesar do nosso país ter vivido uma época de crescimento nos últimos anos, a verdade é que a crise faz parte de um passado recente e, muito provavelmente, também de um futuro próximo. E, apesar de não sabermos quanto tempo vão durar a alterações resultantes da pandemia por Covid 19, uma coisa é certa: a economia não pode voltar a parar!

Apesar de todas as crises terem um impacto devastador, a verdade é que existem também oportunidades de crescimento. Recordo um CEO de uma empresa onde trabalhei durante alguns anos dizer algo do género: “Em tempos de crise uns choram e outros vendem lenços”. Nunca antes me fez tanto sentido e não quero com isto menosprezar as dificuldades que enfrentamos. Quero sim apresentar algumas razões para continuarmos a investir em marketing digital. Até porque as maiores inovações e os resultados mais eficazes aparecem exatamente nestas áreas digitais, numa abordagem clara de inbound marketing.

Artigo relacionado: O que é o Inbound Marketing?

Para isso, é necessário investir em novas ferramentas e touchpoints digitais que permitam às marcas manter-se presentes e relevantes, não só para aqueles que já são seus clientes, mas também para aqueles que ainda não o são.

Uma forma de fazer esta mudança é através da criação de websites que tenham um claro objetivo comercial de gerar leads e da criação de conteúdos que consigam atrair potenciais clientes. Tudo através de uma aposta clara em marketing digital.

5 razões para investir em marketing digital em tempos de crise

1. Pode angariar clientes 24/7

De uma forma muito breve, vejo a internet, basicamente, como um canal de marketing inbound onde podemos trazer prospects até nós, apesar da crescente concorrência. Para isso, temos de estar onde os potenciais clientes estão, apresentando soluções para os seus problemas. Desta forma, conseguimos não só obter a atenção do prospect, como também tornar o ciclo de vendas mais curto.

Apesar de sabermos que, todos nós, passámos mais tempo online durante a quarentena, o gráfico abaixo mostra-nos o aumento percentual de tráfego que os sites com base Hubspot (que apostam em inbound marketing) sofreram entre fevereiro e agosto de 2020, comparando com a fase pré-Covid.

Marketing digital inbound marketing

Ou seja, os prospects pesquisam e interagem com as empresas muito mais agora do que na época pré-Covid. É claro que isto pode ter, em parte, a ver com o facto de muitos continuarem em teletrabalho, mas pode também mostrar as mudanças estratégicas que muitas empresas já fizeram, conseguindo passar do mercado offline para o online.

Se também queremos acompanhar esta tendência, devemos garantir que o nosso website oferece uma ótima experiência de utilização e que tem conteúdos que permitam ajudar os potenciais clientes na sua processo de compra.

Artigo relacionado:Porque é que todas as empresas deviam criar um blog?

2. Tempo nem sempre é dinheiro

Se há uma coisa que esta pandemia veio mostrar é que o ser humano tem uma grande capacidade de adaptação. Quantas empresas é que diziam que era impossível ter os seus colaboradores em trabalho remoto e, hoje em dia, não só conseguiram adaptar-se ao teletrabalho, como ainda pretendem manter este processo durante alguns dias por semana após a pandemia?

Ou seja, em tempos de necessidade, é importante mudarmos mentalidades e testarmos técnicas diferentes. Ao apostarem em inbound marketing, as empresas vão conseguir não só poupar dinheiro, comparando com outras estratégias de marketing, como também envolver os seus colaborados e otimizar os seus recursos.

Por exemplo, a criação de conteúdos com recursos internos ou até através de uma agência especializada, vai exigir mais tempo de planeamento e adaptação a uma nova realidade do que, propriamente, um maior investimento financeiro.

Além disso, existem muitas empresas que permitem a utilização gratuita das suas plataformas durante um período experimental. Outras permitem até utilizar versões gratuitas, como o HubSpot, que aumentou as capacidades dos seus planos freemium.

3. Tudo é mensurável

Arrisco afirmar que não há nada no digital que não se possa medir (com maior ou menor dificuldade) e testar. Não quero com isto dizer que terá ou deverá saber os pormenores de análise de cada email, CTA, Form ou Landing Page. Mas, sempre que os esforços online se transformam em leads, oportunidades e vendas, vão ajudar a perceber o que correu bem e o que não apresentou os resultados definidos. Não existe uma técnica de marketing 100% infalível, mas é bem mais fácil tomar decisões baseadas em dados do que em suposições.

Artigo relacionado: Email marketing: as 6 métricas mais importantes

4. É fácil de melhorar

O facto de tudo ser mensurável significa que, para além de poder medir as atividades de marketing da sua empresa ou marca, pode ainda melhorá-las. As melhorias podem ser pequenas coisas, como alterações de cores e de textos, ou mudanças mais estratégicas, que ajudem a gerar mais leads e oportunidades de vendas com um orçamento menor. Ou seja, é bem mais fácil (e rápido) fazer alterações em campanhas digitais que já estejam a correr do que alterar mupis, spots de rádio ou anúncios de imprensa.

Artigo relacionado: Se as suas landing pages não geram leads, não são landing pages!

5. A sua concorrência já está online

A verdade é que o mercado continua a mudar e a transição para uma lógica quase 100% online foi potenciada pela pandemia. Segundo este estudo do Hubspot, 70% dos profissionais de marketing afirmam que estão a investir em estratégias de marketing de conteúdo? Vai querer ficar para trás?

Onde estão as oportunidades emergentes desta crise?

Embora seja uma opinião pessoal, baseada em dados fornecidos pelo Hubspot, sabemos que estão a surgir oportunidades para todas as empresas. Por norma, na Latigid, para além de sermos muito positivos e de acreditarmos na metodologia de Inbound Marketing, vemos também que o mercado vai dando, aos poucos, sinais de retoma. A oportunidade vai aparecer. Esteja preparado e focado em ajudar o seu prospect, em educar o mercado e ensinar outros players.

O generalizado aumento do tráfego de websites, das conversas iniciadas pelos prospects em canais sociais e chatbots e das taxas de abertura de emails sugerem que os potenciais clientes pesquisam e continuam a querer um maior envolvimento com as empresas. Cultive um relacionamento de longo prazo. Se precisar de ajuda na transição da sua empresa para uma estratégia de inbound marketing, fale connosco.